Você está navegando em
22 de maio de 2019
Laborclin

Coagu-Plasma

Plasma de coelho utilizado na prova da coagulase.

O Coagu-Plasma é um material composto por plasma de coelho liofilizado para execução da prova da coagulase, enzimas com capacidade de coagular o plasma sanguíneo através de um procedimento parecido com o da coagulação do sangue. A amostra consiste em colônias de estafilococos obtidas em 24 horas de incubação a 37°C em meios apropriados como Baird Parker e Chapman. Ou seja, o Coagu-Plasma tem o objetivo de revelar se o microrganismo produz a enzima capaz de coagular o plasma.

Outra finalidade do Coagu-Plasma é distinguir espécies patogênicas de Staphylococcus de espécies não patogênicas. A prova da coagulase em tubos consiste em colocar no tubo de ensaio o Coagu-Plasma junto com uma suspensão de microorganismos ou colônias originadas em um meio sólido e incubar a 37°C. A formação de coágulos até 24 horas de incubação é interpretada como uma prova positiva. Já a ausência de coágulos até 24 horas após a incubação é entendida como negativa. A manipulação da amostra deve obedecer aos critérios técnicos de higiene e segurança. O descarte precisa ser efetuado após o material ser submetido ao processo de esterilização por calor úmido a 121°C por 20 minutos.

Cada frasco de Coagu-Plasma contém um pool de plasma de coelho liofilizado, coletado com ácido etilenodiamino, um agente quelante formador de complexos muito estáveis com diversos íons metálicos. O Coagu-Plasma é destinado somente para diagnóstico in vitro.


Vídeo-técnica de utilização do Coagu plasma, plasma de coelho liofilizado para diferenciação bioquímica do Staphylococcus aureus através da prova de coagulase.

O Staphylococcus

          Staphylococcus ou estafilococos é um gênero de bactérias gram-positivas com formato arredondado, que vivem agrupadas em cachos. Esse tipo de bactéria está presente no ser humano naturalmente sem qualquer sinal de doença ou infecção. Entretanto, se o sistema imunológico não estiver funcionando bem, como no caso de recém-nascidos, ou idosos com idade avançada, as bactérias podem invadir o organismo causando algumas doenças. A espécie de staphylococcus pode ser dividida em dois grupos, o Staphylococcus aureus e o Staphylococcus epidermidis.

          Staphylococcus aureus: espécie encontrada geralmente na mucosa dos seres humanos, geralmente boca e nariz, não causando doença. Entretanto, se a imunidade estiver baixa, a bactéria pode entrar no organismo e causar infecções como foliculite ou sepse, colocando a vida do paciente em risco.

          Staphylococcus epidermidis: Na maioria das vezes é encontrada na pele das pessoas, não causando nenhuma infecção. No entanto, quando o sistema imunológico está fraco, a bactéria pode entrar e causar infecções. A maioria das infecções hospitalares têm relação com o Staphylococcus epidermidis, devido a sua enorme capacidade de colonizar dispositivos intravasculares, feridas grandes, prótese e válvulas.

          
            

Deixe o seu comentário!

              
            
                                                                   
                                                                                                
        
        

        
      
Cadastro de Newsletter
© 2019 - LABORCLIN - CNPJ: 76.619.113/0001-31 - Todos os Direitos Reservados